Formação

O Espírito Santo na vida cristã

Deixe seu comentário

HolySpiritA Igreja vive no Espírito e se renova sempre nele. Ele a conserva na verdade e a guia pelo caminho da vida missionária. No seu silêncio, na escuta e na acolhida da Palavra de Deus, a Igreja deixa-se ensinar, educar e desafiar pelo Espírito Santo que fala através das Escrituras. A Igreja é a discípula de Cristo.

 

João Paulo II recorda que “o Espírito atualiza na Igreja de todos os tempos e de todos os lugares a revelação trazida por Cristo aos homens, fazendo-a viva e eficaz no ânimo de cada um” (TMA 44)*. Quem anuncia a Palavra o faz pela força do Espírito Santo, e quem a acolhe o faz movido pela graça do mesmo Espírito.

 

O Espírito abre em Cristo o acesso ao Pai. Ele enxerta em Cristo fazendo-nos participar de sua filiação divina, de modo que, em Cristo, o Pai nos ama como filhos. Isso é a vida da graça: ser filhos no Filho. E isso acontece por meio do sacramento da Igreja, porque a Igreja inteira é a efusão do Espírito. Ela é o sacramento visível do sacramento divino que é Cristo. Ela manifesta em toda sua vida que Cristo é salvador de toda a humanidade e do mundo.

 

A Igreja realiza sua capacidade sacramental mediante celebrações de santificação que se chamam sacramentos. Tudo começa no Batismo: por Ele o batizado se converte em pessoa do Espírito (cf. Rm 8,9-11). No princípio, “o Espírito de Deus pairava sobre as águas” (Gn 1,2); porque é ele que de tudo cuida e conserva.

 

O Espírito Santo na identidade cristã

A ação do Espírito Santo cumpre-se para mais além dos confins da Igreja. A comunidade cristã e cada cristão são chamados a buscar com amor e reconhecer a obra do Espírito Santo em qualquer parte que se manifeste.

É nos sacramentos da iniciação que se configura a identidade Cristã. Pela pregação e pelo batismo, a Igreja gera vida nova e imortal nos Filhos nascidos de Deus. No percurso dos filhos de Deus, o Espírito, como mestre interior que configura nossa existência, está sempre presente. Podemos dizer que toda iniciativa em nossa vida é obra dele, embora sempre respeitando a liberdade humana. Ele é o mestre interior que recorda e atualiza o que Jesus nos ensinou. Pode-se dizer que o essencial na vida do cristão é deixar-se conduzir pelo Espírito.

 

Pelas virtudes teologais da fé, esperança e caridade, nos permite ver, pedir e amar ao modo de Jesus. Ele age na intimidade de cada pessoa e a leva a descobrir e a reconhecer a dignidade da natureza humana, o valor da consciência, a excelência da liberdade. O coração do ser humano é “o lugar do encontro salvífico com o Espírito Santo”. O espírito, dom e amor de Deus em pessoa, nos revela a verdadeira realidade da criação.

 

O Espírito é fonte de missão e apostolado na Igreja

No dia de Pentecostes, cumpre-se a promessa de Jesus feita aos Apóstolos de lhes enviar o Espírito quando ele voltasse ao Pai (Jo 5,17). E desde esse momento a Igreja permanece em missão. Uma Igreja ministerial a serviço do Reino de Deus, unida pelo Espírito Santo em vista do bem comum.

 

*Carta Apostólica Tertio Millennio Adveniente

 

Neuza Silveira de Souza

Coordenadora da Comissão Bíblico-catequética da Arquidiocese de BH 

 

Publicado em Opinião e Notícias

Disponível em www.arquidiocesebh.org.br